terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Resenha | Um Ano Inesquecível


ÔPA, Ôpa, galeraaaa!!!! Hoje é dia de resenha aqui no blog e o livro escolhido para hoje é Um Ano Insquecível, que li em janeiro.


O livro lançado em 2015 pela editora Gutenberg reúne quatro contos de quatro autoras do mundo teen. Um Ano Inesquecível contém uma história para cada estação do ano. Paula Pimenta escreve para o Inverno, Babi Dewet para o Outono, Bruna Vieira para a Primavera e Thalita Rebouças para o Verão.
Como esse livro reúne quatro autoras que tenho muita curiosidade de conhecer, pois até hoje não li nenhuma obra delas, achei bem em conta ler esse primeiro. Caso eu gostasse de alguma (ou de todas) procuraria outros livros então.
Bem, o livro contém 400 páginas, com uma média de 100 páginas para cada conto. Eu acho a capa liiiiinda. Ela é muito fofa e bem colorida, o que me encanta!
Então agora vamos aos contos.

Enquanto a Neve Cair (Paula Pimenta)

Mabel é uma adolescente prestes a completar 15 anos. Essa é sua última semana de férias e ela bolou um plano mirabolante para poder ficar com o garoto por quem é apaixonada há dois anos e que supostamente também tem interesse nela. Porém, para sua surpresa, ela é obrigada a viajar com a família para o Chile, onde só terá neve. Mabel, contrariada pelos pais, acaba se metendo em algumas confusões que a levam a conhecer Benjamin, o instrutor de esqui de seu irmãozinho. Depois de receber no celular mensagens de sua paixão que não gostaria de ler, ela resolve dar uma chance ao destino e aproveita a sua viagem ao máximo.
Mabel é muito ingênua e sonha com o amor para vida toda aos 14 anos de idade. Acha que sabe se cuidar sozinha e dá mais valor aos seus amigos do que a sua família. É rabugenta ao ser contrariada e prefere acreditar nas poucas promessas de um garoto infeliz do que nas suas melhores amigas. Na verdade, a personagem é bem bobinha e chata!
O conto é realmente bem adolescente e desde o início da história, bem previsível. Eu realmente esperava que Paula Pimenta fosse dar um bônus que fosse surpreender...ou pelo menos salvar a história, mas isso não acontece. Sabe quando você tem a impressão da já ter lido essa história em algum lugar? É assim que me sinto em relação a esse conto.

O Som do Coração (Babi Dewet)


João Paulo é mineiro, mas foi para São Paulo para estudar música. Anna Julia é uma estudante do 3º ano do Ensino Médio e está se preparando para prestar vestibular para o curso de Direito (pelo menos é isso o que os pais dela querem!). A vida dos dois se cruza quando, no outono, João Paulo vai para a frente do Museu de Arte de São Paulo tocar violão e arrecadar um dinheiro para ajudar outras pessoas, e quem sabe, mudar suas vidas. Anna Julia, porém, é obrigada a iniciar um estágio no escritório de advocacia de um amigo de seu pai, que fica na Av. Paulista.
Tá. Eu não vou falar muito mais desse conto. Apenas que se tornou o meu preferido! Babi Dewet fez uma história totalmente poética, utilizando músicas de bandas consideradas clássicas e que se encaixam perfeitamente na narrativa. Uma coisa que adorei foi o fato de a história se desenvolver no dia a dia. Não precisou de uma viagem, de uma festa, nada do tipo. Apenas a avenida mais movimentada de São Paulo e os dias tão corridos das pessoas que vivem por lá foram cenário dessa história. Outra coisa que me agradou bastante foi o fato de que Anna Julia não gosta de música. A maioria das histórias de hoje em dia tem como protagonistas meninas românticas que são apaixonadas por música ou coisa assim.

A Matemática da Primavera (Bruna Vieira)


Jasmine está no último ano do ensino médio e logo ela terá que escolher a sua profissão para a vida. Os pais querem que ela preste vestibular para Biologia ou Psicologia. Mas ela ama desenhar e realmente gostaria de seguir carreira nesse ramo. Esse seria seu maior dilema agora não fosse por um pequeno detalhe: Jasmine está quase repetindo de ano porque é uma negação em Matemática. Para ajudar então, seus pais colocam a menina na aula de reforço. Ela então conhece Davi, estudante de engenharia e seu professor de Matemática.
Esse conto foi o que mais demorei para ler. E é o que mais demora a acontecer alguma coisa. A história é bobinha e um pouquinho previsível também! Não vou me estender muito. Foi o conto que menos gostei.



Amor de Carnaval (Thalita Rebouças)


Inha, Tati e Kaká são três amigas I-N-S-E-P-A-R-Á-V-E-I-S! Tati sonha em ser uma celebridade e viver da fama. Kaká sonha em ser da realiza se casando com um Príncipe Encantado, e já deu uma sondada para saber quais os príncipes do mundo que ela pode esbarrar por aí. Inha sonha em ser uma ótima nutricionista e ter seu consultório para ajudar seus pacientes a terem qualidade de vida. Pegando carona na fama do irmão de Tati que é jogador e namorado da funkeira do momento, as três ganham ingresso para assistir de camarote vip o desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro. Encoraja pelas suas amigas a esquecer o trouxa do ex, Inha conhece Guima, e decide dar uma chance ao amor.
Bem a história desse conto é meio surreal. Mas o que me fez ler bem rapidinho é que a autora narra como se ela realmente estivesse frente a frente com você. E além dela contar sobre as meninas, ela coloca de um jeito engraçado a opinião dela. Esse conto me arrancou boas risadas, e apesar de ser um pouquinho exagerado, não achei tão ruim. Foi o segundo conto que mais gostei!


No geral, esse livro não está entre os melhores e pouco fez diferença para mim. Fiquei realmente bem desinteressada para ler as outras obras das autoras (a não ser Babi Dewet que quero muito ler Sábado a Noite!). Li algumas resenhas e críticas desse livro e a maioria dizia que estavam decepcionadas pois todas são grandes autoras. Enfim, não são autoras que darei muita prioridade, mas se surgir a oportunidade talvez eu leia!
Quero saber de você, se já leu algum livro dessas autoras e me conta aqui embaixo o que achou, tá bom!?
Espero que tenha gostado da resenha!
Muuuuito obrigada pela sua visita!
Deus te abençoe!
Grande beijo da Nat.